BLOG

A crise ética por que passa o Brasil gera esperança ou desencanto no futuro da política?

Artigos

Tadeu Alencar
Partido Socialista Brasileiro
Deputado federal e vice-líder do PSB na Câmara dos Deputados
*Artigo originalmente publicado em 14/08/2016 no jornal Diário de Pernambuco

 

Faz dois anos que o Brasil vive uma sucessão de escândalos que foram sendo revelados, afirmando a força das suas instituições: a Polícia Federal, o Ministério Público, a Controladoria-Geral da União, a Advocacia Geral da União, a Receita Federal, e, em especial, o Poder Judiciário. O funcionamento livre destas – dissociado de injunções políticas – é um clamor republicano e garantia da maturidade da nossa Democracia. Um sinal de que o império das leis vigora para todos, para qualquer do povo e para os poderosos.

Essa é a grande novidade haurida nos ventos que ora sopram sobre o País, acostumado a uma cínica complacência coletiva, em ver as prisões abarrotadas de pobres, pretos, pardos e párias de todo gênero, enquanto parcela da elite, com o seu salvo-conduto perpétuo, debocha da isonomia constitucional. Com o sino dos novos tempos dobrando em homenagem ao País que renascerá das cinzas após a grande fogueira, tal parcela já não se sente tão criminosamente segura. Desta forma, por força de uma vitalidade inusitada das instituições, alimentada pela vigilância social que explodiu sem peias em junho de 2013, pela imprensa livre de pecaminosas conveniências, as investigações – numa benfazeja atuação integrada – têm conduzido ao fim a que se destinam: à condenação rigorosa dos responsáveis, com a consequente devolução do dinheiro público desviado.

Além dessa atuação integrada no plano interno, vê-se uma competente cooperação internacional, objeto de tratados de que é o Brasil signatário. Passa-se, assim, a ter uma noção, em tempo real, divulgada para milhões de pessoas, de que ninguém está imune ao alcance da lei, tal como tantas vezes se viu, na tradição brasileira, quando os cortesãos obstruíam investigações ou a conclusão de processos penais, relegados a suspeitoso ritmo, incompatível com a duração razoável do processo, ou com o proto-princípio da moralidade pública, preconizados na Carta Política. “Mutatis mutandis ”, acabou a carteirada. É princípio democrático basilar a igualdade de todos perante a lei, ainda mais de quem exerce pública função, que há de ser exemplar na observância das leis e no seu fiel cumprimento.

Os escândalos de corrupção e os desvios de dinheiro público não foram poucos, nem pontuais, mostrando-se, como no caso da Petrobrás, sistêmicos e endêmicos. Eduardo Cunha é só um dos que macularam de forma solerte a confiança popular e o dever de probidade. As denúncias atingem centenas de políticos, a maioria dos partidos, boa parte do alto empresariado brasileiro e milhares de pessoas envolvidas com a corrupção mais despudorada, a tunga como regra, como jamais se pensou existir, movimentando somas astronômicas, essenciais às políticas públicas. Não é excessivo relembrar, sempre amparado na Constituição da República, no princípio da presuntiva inocência, que parte das investigações não resistirá à inocência de alguns, injustamente lançados às labaredas cruéis das condenações antecipadas.

Não obstante, corrigir os eventuais excessos não deve oferecer guarida aos que querem, por motivações inconfessáveis, deter essa marcha sem volta. Assim, poder-se-ia cogitar de que, com tamanha iniquidade revelada às escâncaras, jogando luz sobre um sistema político em decomposição, se há futuro ou esperança na política. Ora, ora, claro que há esperança no futuro da política. Afinal, foi ela que legou ao País a construção de instituições livres, o Ministério Público e o Poder Judiciário independentes, o agente público investido por concurso, fiel mandatário dos princípios constitucionais e só a eles submetido, a transparência como um potente desinfetante. Tenho a mais profunda convicção de que, embora a gravidade e a dimensão da crise ética possam nos inclinar ao desencanto, tenho o coração cheio de esperança de que vamos sair dessa crise maiores e melhores e de que a boa, a nova política, quando o vendaval passar, vicejará como uma semente de um Brasil, também novo, que dorme nos sonhos de todos nós.

Últimos do Blog
Noticias

Gobierno de Bolivia entregará títulos de tierra a campesinos

Más
Noticias

Colombia. Los cinco precandidatos presidenciales que ya tiene el Pacto Histórico para 2022

Más
Noticias

Nito Cortizo aseguró que en su administración no se han realizado escuchas ilegales

Más
Noticias

Enrique Sánchez está enfocado en refundar el Partido Febrerista

Más
Noticias

PRI y PRD pierden más del 70% de su militancia

Más
Noticias

Legislativo de Ecuador instala mesa sobre demandada ley de educación

Más
Noticias

Castillo nombra a primer ministro de izquierda en Perú y deja pendiente al de Economía

Más
Noticias

Argentina passa a considerar cuidado materno como trabalho e garante direito à aposentadoria de 155 mil mulheres

Más
Noticias

PRD pide a ciudadanos no participar en la consulta popular del 1 de agosto

Más
Noticias

Bolsonaro emprende nueva reforma ministerial para sumar apoyos en el Congreso

Más
Noticias

La hora de Pedro Castillo

Más
Noticias

Colombia Humana, UP y MAIS se declararon en oposición a Claudia López

Más
Noticias

Proyectos que ha realizado la alcaldía de Claudia López

Más
Noticias

Presidente del partido de izquierdas uruguayo deja su cargo y llama a unión

Más
Noticias

Mónica Fein será precandidata a diputada nacional y enfrentará a la lista de Pablo Javkin

Más
Noticias

Narváez marca primeras diferencias con candidatura de Provoste: “La realidad que hemos visto, es que es una reacción a las encuestas”

Más
Noticias

Presidente del PS, Álvaro Elizalde, asegura que Narváez no bajará su candidatura en favor de Yasna Provoste

Más
Noticias

Nicaragua: el régimen continúa con la persecución a opositores y Ortega aseguró que “no hay espacio para la negociación”

Más
Noticias

Colas para hacerse con un hueso de carne: el hambre se dispara en Brasil

Más
Noticias

Sí Por México llama a PAN, PRI y PRD a buscar candidato de unidad para las elecciones de 2024

Más
Noticias

Pedro Castillo teje una red de apoyos para gobernar Perú en un escenario adverso

Más
Noticias

La Policía investiga a Bolsonaro por supuesta prevaricación en la pandemia

Más
Noticias

Gustavo Petro brasileño está cansado de que lo culpen de todo en Twitter

Más
Noticias

Claudia López acusa a Petro de ‘incendiar a Colombia’

Más
Noticias

Ex-ministro da Defesa da Bolívia planejou segundo golpe usando mercenários dos EUA

Más
Noticias

Cuba logra la primera vacuna latinoamericana con datos de efectividad al nivel de Pfizer y Moderna

Más
Noticias

Presentan en Ecuador propuesta para ley de aborto por violación

Más
Ecuador

La CONAIE y Gobierno firman acuerdo de paz y se suspenden las movilizaciones a nivel nacional

Más
Ecuador

Ecuador | Cuáles son los compromisos que aceptó el gobierno para poner fin al paro tras 18 días

Más
Colombia

Estos son los primeros ministros que anunció Petro para su futuro gabinete

Más